quinta-feira, 17 de outubro de 2013

PROMOTORA DO CASO TELEXFREE É ESCOLTADA PARA VIAJAR AO ESPÍRITO SANTO.

Promotora que pediu bloqueio é escoltada para viajar ao Espírito Santo
A promotora Nicole Arnoldi, do Ministério Público Estadual (MPE), viajou essa semana ao estado do Espírito Santo acompanhada de seguranças. Ela, juntamente com o promotor Marco Aurélio, pediu o bloqueio da Telexfree em junho deste ano. A empresa tem sede em Vitória (ES) e segue impedida de realizar novos cadastros e efetuar pagamentos em todo o país.
O objetivo da viagem seria participar de reunião com membros do Ministério Público e da Polícia Federal daquele estado, que também investigam a Telexfree por suspeita de aplicar o golpe da pirâmide financeira.
A promotora ainda encontra-se na capital capixaba, e por medida de segurança, não foi revelada a data do retorno.
O MPE/AC ajuizou uma ação civil em que pede a devolução do dinheiro investido por divulgadores. Desde que foi bloqueada, a empresa perdeu todas as vezes em que tentou derrubar a liminar da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, que tem como titular a juíza Thaís Borges.
O bloqueio da empresa foi seguido de vários protestos em frente à sede do MPE, em Rio Branco. As manifestações contaram com divulgadores de outros estados.
Acusada de ser a maior pirâmide financeira do País, a Telexfree seguirá bloqueada pela Justiça por tempo indeterminado. Seus cerca de 1 milhão de associados, assim, continuam impedidos de receber o dinheiro que investiram no negócio e os vultuosos lucros prometidos.